Novena em honra da Imaculada Conceição

1º Dia

A devoção a Nossa Senhora manifesta-se sob os mais diversos títulos.

É praticamente incontável o número de títulos atribuídos a Santíssima Virgem Maria. Em cada país, ela é invocada das mais diversas formas, com nomes diferentes, conforme a fé e a devoção do povo. Cada uma tem alguma característica ou pormenor que a identifica. Também na imagem da Imaculada Conceição existem pormenores que se destacam e que nos são relatados no livro do Apocalipse.

“Apareceu no céu um grande sinal: uma Mulher vestida de Sol,

com a Lua debaixo dos pés e com uma coroa de doze estrelas na cabeça.”

Ap. 12

“Mulher vestida de Sol” indica a sua transcendência, visto que a Imaculada recebe e reflete a luz do Sol divino, que é Cristo seu filho, sendo amada e cuidada especialmente por Deus. Para São Bernardo, o Sol simboliza a capacidade de intercessão de Maria junto de Jesus Cristo.

“A Lua debaixo dos pés”, indica que a mulher domina a sucessão do tempo, mas sem estar fora dele. Indica-nos também que Maria é Mãe Medianeira, ponte entre a terra e o céu, entre a divindade e a humanidade.

“Coroa de Doze estrelas” representa as doze tribos de Israel e os doze Apóstolos, indicando que a Virgem Maria está no centro do povo de Deus. Místicos e santos cristãos consideram também que as doze estrelas são as doze graças com que a Santíssima Trindade revestiu Nossa Senhora.

Também identificamos a Imaculada pela cor azul do seu manto. A palavra manto representa a Mãe que envolve e protege, Maria é, por conseguinte, o lugar onde Deus habita, a Sede da Sabedoria. O azul, na iconografia, representa a transcendência, o mistério e o divino. É a cor do céu e, por isso, é vista como uma cor celestial e sagrada, que nos lembra a fidelidade de Maria e o seu papel privilegiado na história da salvação.